Carregando...

Política

Imagem: Te Atualizei / Reprodução

Youtube acata TSE e suspende pagamento de 14 canais bolsonaristas

Medida atende a decisão do Corregedor-Geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão

Por Lucas Rage

O YouTube vai deixar de pagar recursos referentes a anúncios a 14 canais de cunho bolsonarista hospedados na plataforma. A desmonetização foi divulgada nesta quinta-feira (26) pela empresa, e acata a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com a medida, os produtores não ficam impedidos de postar conteúdos em seus canais, mas é vetada a eles a chamada monetização — quando há arrecadação de verbas dos anunciantes exibidos durante os vídeos.

Entre os produtores de conteúdo penalizados está o blogueiro Allan dos Santos, do site Terça Livre e a influenciadora mineira Bárbara Destefani, do canal Te Atualizei.

A proibição foi assinada em 16 de agosto pelo ministro Luís Felipe Salomão, Corregedor-Geral da Justiça Eleitoral. Segundo ele, as páginas estariam propagando notícias falsas sobre o sistema eleitoral brasileiro.

Além do YouTube, a decisão impacta conteúdos hospedados nas plataformas Twitch, Twitter, Instagram e Facebook.

"Reforçamos nosso compromisso de permanecer colaborando com o trabalho das autoridades no Brasil e de prosseguir investindo em políticas, recursos e produtos para proteger a comunidade do YouTube de conteúdo nocivo", afirmou a empresa, em nota.

Todo o recurso que seria pago pelas redes sociais será destinado a uma conta judicial, onde ficará até o fim das investigações sobre o Inquérito das Fake News.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais