Carregando...

Saúde

Imagem: Comunicação HUB

Belo Horizonte tem 33 mil pessoas na fila das cirurgias eletivas

Tempo de espera, segundo a Prefeitura, varia de acordo com a gravidade e condições de saúde do paciente

Por Victor Duarte

Cerca de 33 mil pessoas, residentes em Belo Horizonte e nos mais de 500 municípios atendidos pela regional de Saúde da cidade estão na fila para a realização de cirurgias eletivas, de acordo com dados da Central de Internações da Secretaria Municipal de Saúde. Otorrinolaringologia, ginecologia e cirurgia geral, segundo o executivo municipal, são as especialidades com maior demanda entre as 18 oferecidas

Ainda segundo a Prefeitura, em novembro de 2020, o Ministério da Saúde recomendou a suspensão das cirurgias eletivas no SUS-BH devido à pandemia. Belo Horizonte optou por manter o serviço de forma reduzida e foi dada prioridade para casos em que espera representava um risco maior do que uma possível infecção pelo novo coronavírus, de acordo com a Central de Internações. 

Com o aumento do número de internações em alta no mês de março deste ano, os de cirurgias eletivas foi suspenso. A Prefeitura informou que a retomada gradual dos procedimentos começou a partir de julho. O tempo médio de espera, conforme o executivo, varia de acordo com a gravidade e condições cirúrgicas do paciente. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais