Carregando...

Saúde

Imagem: Arte: reprodução internet

BH apresenta alta de todos os indicativos da pandemia

Transmissão média por infectado permanece na zona verde, mas no limite com a faixa amarela, de alerta; leitos de UTIs e enfermaria têm grande alta

Por Marcello Oliveira

Belo Horizonte apresentou piora em todos os indicativos da pandemia, segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (12). Embora ainda dentro da zona de controle, a transmissão média por infectado com covid-19 subiu para o limite da zona verde com a amarela. O informe epidemiológico desta segunda-feira traz ainda um considerável aumento queda na ocupação dos leitos de enfermaria e UTI exclusivos para covid-19. O índice RT, que mede a transmissão do vírus na cidade, está consolidado na faixa verde, de controle há mais de um mês, mas registrando alta da última sexta (09) para hoje.

Na terapia Intensiva, a ocupação foi de 61,6% na sexta para 66,5% nesta segunda (12), ainda na zona amarela, a intermediária. A ocupação nas enfermarias subiu e foi de 45,9% no boletim anterior para 49,3% hoje e com isso se manteve na faixa verde.

A transmissão por infectado na cidade, que estava em 0,96 no último boletim, na sexta-feira, agora está em 0,99. Apesar da alta, se manteve na zona de controle da transmissão local do coronavírus, onde está há 41 dias, mas agora no limite para a zona de atenção, na faixa amarela. Isso significa que cada 100 infectados, transmite o vírus para outras 99 pessoas, revelando que a transmissão ainda está em um nível de controle pelo tempo em que está nesta condição

Os números de novos casos e de óbitos ainda preocupam muito por estarem muito altos. De sexta até hoje foram registrados 1610 novos casos de covid-19 em BH e 36 pessoas morreram no mesmo período.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais