Carregando...

Saúde

Com dose única contra a Covid, vacina da Janssen chega este mês ao Brasil

Anúncio foi feito nesta sexta-feira (4) pelo Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Por Lucas Rage

(Tânia Rego / Agência Brasil)

O governo brasileiro vai antecipar, para este mês, a entrega de 3 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 produzidas pela Janssen, laboratório pertencente ao grupo Johnson&Johnson. Medida foi anunciada hoje pelo Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

A remessa é parte de acordo de 38 milhões de doses, firmados com a companhia. O imunizante da Janssen requer aplicação de dose única, ao contrário da maioria das vacinas administradas contra a Covid-19.

Segundo Queiroga, tanto o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) quanto o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) estão sendo acionados, para que seja elaborada uma estratégia de distribuição da vacina.

O objetivo do governo é acelerar o ritmo de vacinação no país.

Sobre a vacina da Janssen

A Anvisa autorizou, em março,  a autorização temporária para uso, em caráter emergencial da vacina da Janssen.

Conforme a área técnica do órgão, o imunizante pode ser aplicado em pessoas com mais de 18 anos, com ou sem comorbidades. A eficácia geral demonstrada pela farmacêutica no processo de submissão foi de 66,9%. Quando considerados casos graves, a eficácia comprovada foi de 76,7% após 14 dias e 85,4% depois de 28 dias.

A  vacina tem duração de até três meses com armazenamento entre 2˚C e 8˚C. Quando retirados do acondicionamento térmico, os lotes ou frascos têm até seis horas para serem utilizados mantendo a eficácia.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais