Carregando...

Saúde

Com vacina russa, Argentina começa plano de imunização contra Covid-19

Profissionais de saúde integram grupo prioritário, que vão receber doses da Sputnik V

Por Estadão Conteúdo

A Argentina começou, às 9 horas desta terça-feira (29), a executar seu plano de vacinação contra a Covid-19. Segundo a agência estatal Télam, serão distribuídas 300 mil doses da vacina russa Sputnik V. Profissionais de saúde serão o primeiro grupo imunizado no país.

O presidente Alberto Fernández afirmou que a população local "tem muita confiança" no imunizante e que todos desejam ser vacinados.

Para Fernández, há uma disputa "muito perversa, dura e infame" entre os países, "na qual uns desacreditam os outros" nessa questão. "Há uma guerra comercial desatada e, como o mundo deseja essa vacina, também uma disputa geopolítica sobre quem impõe sua vacina", criticou.

De acordo com o Ministério da Saúde, a Argentina já fechou acordos que permitirão vacinar 26 milhões de pessoas, em um país de pouco mais de 44 milhões de habitantes.

Buenos Aires celebrou acordos com o governo russo, a AstraZeneca e também com o Fundo Covax, da Organização das Nações Unidas, segundo a administração local.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais