Carregando...

Saúde

Imagem: Imprensa MG

Leste evolui e MG tem apenas uma região na onda vermelha do Minas Consciente

Macrorregião Leste foi para a onda verde do programa e Triângulo do Sul tem situação considerada delicada pela SES-MG

Por Carol Torres

A macrorregião Leste de Minas Gerais avançou para a onda verde do Plano Minas Consciente, programa de retomada gradual das atividades econômicas no estado durante a pandemia de Covid-19.

De acordo com o Comitê Extraordinário Covid-19 de Minas, os índices de monitoramento da doença estão apresentando melhorias na macrorregião há três semanas seguidas.

Com isso, a macro Leste se junta ao Centro, Centro-Sul, Oeste, Sul, Sudeste, Vale do Aço, Jequitinhonha, Norte e Noroeste, que já estavam na onda verde.

Na onda amarela permanecem Nordeste, Leste do Sul e Triângulo do Norte.

Já o Triângulo do Sul é a única localidade que continua na onda vermelha devido ao aumento da incidência da doença e alta na ocupação de leitos.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) informou que, por conta da situação mais delicada, vai fazer um acompanhamento mais profundo na macrorregião para tentar reverter o cenário.

Variante Delta

Até a última atualização da SES-MG, divulgada nessa quarta-feira (11), Minas Gerais apresentava 11 confirmações da variante Delta. Os casos estão sendo investigados junto aos municípios para avaliação do histórico dos pacientes e seus contatos.

O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, informou que nove microrregiões estão realizando testes genômicos para mapear a mutação do vírus e disse que não é possível afirmar que existe transmissão comunitária da variante Delta em Minas.

A variante Delta foi detectada inicialmente na Índia no final do ano passado. Ela é considerada mais transmissível do que outras cepas do coronavírus. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais