Carregando...

Saúde

Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford

Vítima é o médico João Pedro Feitosa, de 28 anos, morador do Rio de Janeiro. Ainda não há confirmação se ele recebeu placebo ou uma dose do imunizante

Por Da redação

Um voluntário brasileiro que participava dos testes clínicos da vacina desenvolvida pela Universidade Oxford e pelo laboratório AstraZeneca morreu devido a complicações de covid-19, na última quinta-feira (21).

A vítima é o médico João Pedro Feitosa, de 28 anos, morador do Rio de Janeiro. Ainda não há confirmação se ele recebeu placebo ou uma dose do imunizante.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou nota dizendo que foi formalmente informada sobre o falecimento do voluntário dos testes da vacina de Oxford.

"Foram compartilhados com a Agência os dados referentes à investigação realizada pelo Comitê Internacional de Avaliação de Segurança. É importante ressaltar que, com base nos compromissos de confidencialidade ética previstos no protocolo, as agências reguladoras envolvidas recebem dados parciais referentes à investigação realizada por esse comitê, que sugeriu pelo prosseguimento do estudo", disse a Anvisa, em nota.

A vacina está sendo testada no Brasil desde junho com participação de cerca de 10 mil voluntários. Metade deles tomará duas doses da vacina em testes e a outra metade receberá o placebo.

(Com Estadão Conteúdo)

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais