Carregando...

Saúde

Ocupação de UTIs no SUS cai, mas situação se agrava na rede particular em BH

Prefeitura abriu 18 leitos na rede pública. Taxa caiu de 91,1% para 85,4% no SUS

Por Fernando Motta

A Prefeitura de Belo Horizonte abriu 18 novos leitos de UTI para tratamento da Covid-19 no SUS nesta quinta-feira (18). Agora, a capital mineira tem 411 leitos para tratamento da doença. Com o incremento, a taxa de ocupação de UTIs caiu de 91,1%, para 85,4% na rede pública.

Por outro lado, a situação nos hospitais particulares se agravou nesta quinta-feira (18). A ocupação de UTIs Covid na rede privada subiu de 102,8% para 109,5%. Isso significa que há pacientes na fila, aguardando pela disponibilização de leitos para tratamento intensivo.

Este aumento contribuiu para a manutenção da taxa geral na cidade em 96,6%, que inclui as duas redes (SUS e Suplementar).

Já em relação aos leitos de enfermaria para tratamento da Covid-19, a ocupação aumentou em 1%, chegando a 80,3%.

No boletim epidemiológico divulgado nesta tarde pela Secretaria Municipal de Saúde, a taxa de transmissão da doença, chamada de RT, aparece com queda de 0,03 pontos em relação a ontem, ficando em 1,23.

Belo Horizonte tem 127.136 casos confirmados da Covid-19. Deste total, 6.769 continuam em acompanhamento. O número de óbitos subiu em 23 e chegou a 2.980.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais