Carregando...

Saúde

Pazuello prevê 562 milhões de doses de vacinas até final de 2021

Ministro anunciou cronograma incluindo acordo para compra de 100 milhões de doses da Pfizer e outras 38 milhões da Janssen

Por Fernando Motta

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira (15) que não irá pedir demissão do cargo. Ele no entanto, não descartou uma possível troca disse que Bolsonaro quer "reorganizar" a pasta.

"Não vou pedir para ir embora. Não é minha característica. Se haverá uma substituição, cabe ao presidente da república, não cabe a mim", disse Pazuello. O ministro avaliou ainda que a troca poderá acontecer a longo, médio ou curto prazo.

Vacinas

O ministro revelou ainda um cronograma com previsão de entrega de 562,9 milhões de doses até o fim de 2021. Ele anunciou um acordo para compra de 100 milhões de doses da Pfizer e outras 38 milhões da Janssen. (Confira o cronograma completo abaixo)

De acordo com o planejamento, a maior parte das doses viria da fabricação nacional, com 210,4 milhões da Astrazeneca produzidos na Fiocruz e 124 milhões da Coronavac produzidas pelo instituto Butantan.

Estimativas

Segundo as previsões de Pazuello, até o final de abril, próximo a 88% dos grupos prioritários estarão imunizados. "É muito provável que em maio nós já tenhamos vacinado todos os grupos prioritários", disse.

Ele avalia que até o final de 2021, toda a população esteja imunizada. "Vamos chegar ao final de 2021 com toda a população brasileira vacinada. É provável que essa velocidade aumente muito no segundo semestre e a gente encurte a previsão do final do ano para um pouco antes".

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais