Carregando...

Saúde

Próximas remessas de vacinas vão priorizar pessoas sem comorbidades em MG

Entre junho e julho, Minas deve receber 9 milhões de doses de imunizantes contra Covid-19

Por Carol Torres

Imagem: Fábio Marchetto / SES-MG

70% das doses de vacinas contra a Covid-19 recebidas nas próximas remessas do Ministério da Saúde serão usadas em pessoas sem comorbidades em Minas Gerais. A informação é do secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, que concedeu coletiva à imprensa na tarde desta terça-feira (08).

Depois de concluída a vacinação dos trabalhadores da educação, os outros 30% dos imunizantes recebidos serão usados para grupos prioritários ainda não imunizados. 

O grupo de comorbidades freou a vacinação por precisar de comprovação, receituário. Isso reduziu a velocidade da vacinação”, disse o secretário. 

Até o momento, Minas recebeu 10.700.956 doses em 22 lotes entregues pelo Ministério da Saúde. 

De acordo com Baccheretti, o estado vai receber 9 milhões de doses de imunizantes até julho e afirmou que a expectativa é de que, até o final do próximo mês, a vacinação de pessoas com 50 anos seja uma realidade em Minas. 

Só este mês, devem ser entregues cerca de 4 milhões de doses, o maior número já recebido pelo estado desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19. 

Novas doses

Minas recebe, nesta terça-feira (8), 237.510 doses da vacina Pfizer/Comirnaty para a imunização contra a covid-19. A remessa faz parte do 23º lote de vacinas entregues pelo Ministério da Saúde. Os imunizantes chegarão ao Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins. O desembarque da aeronave está previsto para às 18h45.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais