Carregando...

Saúde

Imagem: PBH/ Divulgação

Veja os motivos que levaram a PBH a antecipar a vacinação de pessoas de 52 anos

A antecipação se deu por causa da vacina que este grupo recebeu na primeira dose

Por João Henrique do Vale e Lucas Rage

A Prefeitura de Belo Horizonte explicou os motivos para a antecipação da aplicação da segunda dose de vacinas para adultos de 52 anos no município.

A medida foi anunciada na quarta-feira (21), e gerou dúvidas em parte da população, uma vez que adultos de 52 anos receberão o reforço da vacina antes de faixas mais velhas,  como a de 59 a 53 anos.

Segundo o Executivo Municipal a antecipação é motivada pelo imunizante escolhido para vacinação de adultos de 52: a vacina CoronaVac.

Produzido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório Sinovac, a vacina tem um prazo de aplicação da segunda dose menor - de 28 dias.

A população de 59 a 53 anos, por sua vez,  foi imunizada com a vacina Astrazeneca, cujo prazo para aplicação da segunda dose é  de até 12 semanas.

'Trintões' começam a vacinar

BH iniciou, nesta quinta (22), a vacinação da população de 39 anos. A medida acontece devido a mudanças na estratégia de vacinação usada no município. Agora, pessoas convocadas para receber a segunda dose do imunizante têm uma semana para fazê-lo. Caso isso não aconteça,  as doses são liberadas para a faixa etária seguinte, com a pessoa que perdeu o prazo seguindo para o final da fila.

A previsão é de que adultos de até 36 anos recebam a primeira dose de vacinas, até o dia 28 de julho. Veja a escala vacinal para BH:

22/07 (5ªfeira): pessoas de 39 anos

23/07 (6ªfeira): pessoas de 38 anos

24/07 (sábado): 2ª para pessoas de 52 anos

26/07 (2ªfeira): pessoas de 37 anos

27/07 e 28/07: 2 ªdose para cerca de 150 mil profissionais da saúde

29/07(5ªfeira): 36 anos

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais