Cruzeiro

  1. Esporte
  2. Cruzeiro
  3. Cruzeiro vence o Bahia no Mineirão
Imagem: Staff Images

Cruzeiro vence o Bahia no Mineirão

O gol celeste foi anotado por Stênio, na etapa final. Rafael Cabral também foi figura importante no resultado final.


Por Vinícius Silveira

O Cruzeiro venceu o Bahia, por 1 a 0, jogando no Mineirão, valendo pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O gol celeste foi anotado por Stênio, na etapa final.

Cruzeiro domina o primeiro tempo 

Antes do jogo, o técnico Paulo Pezzolano – comandado a beira do campo por Martín Varini – promoveu as estreias de reforços recém-contratados: Pablo Siles e Bruno Rodrigues

No primeiro tempo, o Cruzeiro iniciou a partida controlando o jogo, buscando os ataques a defesa do Bahia, mas os erros de passe impediram que o time celeste finalizassem para o gol. Por sua vez, o tricolor baiano apostou em uma postura mais conservadora e tentando os contra-ataques.

Em diversos momentos, o jogo ficou mais equilibrado, mas com o Cruzeiro tentando as finalizações e ficando mais tempo no campo de ataque. O melhor arremate foi o chute de fora da área por Neto Moura, onde a bola passou muito perto do travessão.

Stênio marca o gol da vitória e Rafael Cabral passa tranquilidade

Na etapa final, a intensidade do Cruzeiro foi ainda maior. Pressionou, atuou no campo do Bahia e não deu chances ao time baiano de ter a bola por muito tempo. As finalizações da equipe celeste assustaram ao adversário, com Bruno Rodrigues e Filipe Machado.

Contudo, a situação ficou mais difícil quando Eduardo Brock foi expulso pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira após cometer falta em Copete. Com um jogador a mais, o Bahia deixou a estratégia defensiva e passou a atacar.

Três minutos depois, o Cruzeiro encontrou espaços para criar e em um destes lances anotou o gol da vitória. Bruno Rodrigues chutou e Danilo Fernandes defendeu. Na sobra, Stênio finalizou para as redes do Bahia.

Desde que sofreu o gol até o final da partida, o Bahia pressionou durante todo o tempo, criou chances e levou perigo com Davó, Rodallega. Inclusive, o centroavante colombiano mandou uma bola no travessão. Quando o jogo se tornava perigoso nos minutos finais, Rafael Cabral foi determinante, com defesas importantes e passando tranquilidade aos jogadores e a torcida.  

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais