Gastronomia

  1. Entretenimento
  2. Gastronomia
  3. Cutelaria: a arte de fazer facas, machados e espadas!
Imagem: Charles M/Divulgação

Cutelaria: a arte de fazer facas, machados e espadas!

Já ouviu falar do termo cutelaria, arte ou ofício de produzir e fabricar instrumentos de corte?


Entretenimento

Heberth Nunes

Cozinheiro, cervejeiro caseiro e profissional, sommelier de cervejas e especialista em estilos e harmonizações


Facas, adagas, machados e espadas são os instrumentos mais conhecidos desse ofício, somente dos quatro exemplos já existem inúmeras variações, mas existem vários outros instrumentos que também são confeccionados pelos cuteleiros como: canivetes, punhais e lanças.

A técnica de produzir instrumentos de corte é uma das mais antigas já desenvolvidas pela humanidade e, no Brasil hoje, representa não só uma tradição como também um mercado em constante crescimento. Atualmente podemos encontrar milhares de modelos desses instrumentos à disposição, para os mais variados usos.

A produção de facas artesanais tem se mostrado o carro chefe da cutelaria moderna e estas podem ser muito valorizadas, de acordo com a maneira de sua produção, o seu desempenho de corte e pela beleza de suas formas.

Na gastronomia, por exemplo, podemos ver cobiçados modelos produzidos exclusivamente para Chefs renomados. Esse mercado crescente, que tem até reality show em canal de streaming, tem revelado alguns experts do ofício.

Existem concursos em feiras especializadas que avaliam as produções dos cuteleiros e algumas facas, vencedoras das competições, podem ser vendidas por valores bem expressivos para os entusiastas e colecionadores.

Muito interessante ressaltar que os apreciadores desta arte podem ter diferentes relações com o tema, têm aqueles que são colecionadores e negociantes dos artefatos, aqueles que são fabricantes dos instrumentos nas horas vagas e têm o ofício como hobby, e também aqueles que têm na cutelaria a sua profissão principal.

O mineiro Charles Márcio (@cobracustom01), natural de Contagem (MG), começou sua história no ramo em 2018 e, depois de fazer alguns cursos sobre o tema, despontou com criações muito bem produzidas.

Em pouco tempo Charles já conseguiu destaque em algumas feiras e exposições pelo país. Ele tem preferência em produzir facas em aço carbono, mas também já produziu alguns belíssimos exemplares em aço Damasco.

Recentemente Charles foi destaque na IX Mostra Internacional de Cutelaria, que ocorreu no mês passado em São Paulo, com uma Faca Sorocabana.

A Faca Sorocabana é uma faca de lâmina estreita e comprida, com uma empunhadura fixada com rebites e com um pomo arredondado na base.

A origem histórica desse modelo é dada ao fato de se reutilizar lâmina quebradas de espadas de forças oficiais, por isso o formato estreito, e existem relatos do seu uso em alguns conflitos históricos brasileiros, como a Guerra de Canudos.

Hoje, reproduzir uma faca dessa dentro de todas exigências e especificações, é tarefa para quem tem muita habilidade e conhecimento.

Além das primorosas produções Charles também ministra cursos para quem quer aprender ou aperfeiçoar na produção desses instrumentos.

É possível conhecer um pouco da sua história e de outros cuteleiros brasileiros no livro Legacy of Steel, dos autores Michel Guendler Gruenberg e Leandro Pazini, lançado recentemente este livro conta sobre os artesãos de destaque no Brasil.


No terceiro andar Mercado Novo, no centro de BH, funciona o Oficina das Facas, atelier do cuteleiro Vitor Galery (@vitor_galery no Instagram). Lá ele produz muitos instrumentos e presta serviços de afiação e manutenção de artefatos.

Vitor é outro artesão experiente que já participou de várias feiras e eventos no Brasil e também ministra cursos na área.

Quem nos apresentou todo esse pessoal do ramo foi o Alexandre Fonseca, dono do perfil Uai Facas no Instagram ( @uaifacas),  ele é um entusiasta que coleciona e vende facas maravilhosas, produzidas aqui e em outras regiões do país.

Muito interessante, não é mesmo?

O mais legal é que toda essa turma de Minas Gerais está organizando a Primeira Feira Mineira de Cutelaria, que acontecerá no terceiro andar do Mercado Novo, nos dias 28 e 29 de maio.

No evento estarão presentes cerca de 50 expositores de todos os cantos do Brasil, inclusive teremos a presença alguns ícones da cutelaria nacional que são bem reconhecidos mundo a fora.

Para conferir este evento super bacana basta ir ao Mercado Novo, a entrada para conhecer o trabalho dos expositores é gratuita.

Nos dias da feira acontecerão, além da exposição e da comercialização de artefatos, algumas oficinas de temas relacionados à cutelaria; competições como desempenho de corte e arremesso de machado. 

Acontecerão também oficinas e atividades infantis.

Uma ótima oportunidade para quem já conhece ou quer conhecer a cutelaria nacional.

Quer ter ótimas dicas de gastronomia, cervejas artesanais, bares, restaurantes e eventos em BH?

É só seguir lá no Instagram @heberth.nunes 

Para informações detalhadas sobre a Feira Mineira de Cutelaria basta conferir no Instagram o perfil @feiradecutelariamg ou no site feiramineiracutelaria.malab.com.br 

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais