Polícia

  1. Notícias
  2. Polícia
  3. Assalto no BH Shopping: polícia vai analisar imagens de dias antes do crime na joalheria
Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Assalto no BH Shopping: polícia vai analisar imagens de dias antes do crime na joalheria


Por Déborah Lima

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informou, nesta terça-feira (10), que vai analisar as imagens de dias anteriores ao assalto à joalheria no BH Shopping, Bairro Belvedere, Região Centro-Sul de BH. O crime ocorreu durante a tarde do último sábado (7). 

Os delegados do Departamento Estadual de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri) explicaram que a instituição já realizou levantamentos preliminares, as diligências continuam e a linha de investigação segue na procura de identificação dos autores. Há uma suspeita de que eles sejam de São Paulo, mas ainda não se pode afirmar. De qualquer forma, a polícia mineira está em contato com a polícia paulista. 

“Até o momento, temos as análises das imagens não só do dia (do crime), mas de dias antes”, informou o delegado Kleyverson Rezende. Os delegados acreditam que os criminosos teriam visitado o shopping anteriormente para avaliar a possibilidade do crime. “Aproveitaram o dia para dificultar a ação da polícia. Acreditamos que o modo de agir dificultaria a ação da polícia, com o shopping lotado”, acrescentou.

Os policiais já entrevistaram lojistas e seguranças do shopping, mas novas pessoas ainda serão ouvidas daqui pra frente. “Testemunhas chave ainda estão muito abaladas, entre elas o segurança que foi feito refém”, comentou o delegado.

Ainda segundo a Polícia Civil, os investigadores fazem um monitoramento dos relógios roubados, já que eles têm um número de série. 

Segundo a PCMG, foi acionado o alarme e a tentativa de blindar o shopping assim que houve o alerta de assalto. “Acreditamos que o abre e fecha pode ter dado mais oportunidade de fuga para os criminosos.”

Crime

A ação de criminosos levou pânico ao centro de compras no sábado, véspera do Dia das Mães.

Ao todo, 13 relógios foram roubados da joalheria, avaliados entre R$ 40 mil e R$ 300 mil. Nove pessoas são procuradas.

Dois veículos usados pelos bandidos foram abandonados e incendiados.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais