Carregando...

Turismo

Imagem: Reprodução / Instituto Estrada Real

Do passaporte aos roteiros planilhados: explorando a Estrada Real de um jeito diferente!

Confira os serviços e iniciativas que valorizam ainda mais a maior rota turística do país

Notícias

Daniel Magalhães Junqueira

Coluna de Turismo assinada por Daniel Magalhães Junqueira - Presidente do Instituto Estrada Real


A Estrada Real é um destino turístico recheado de uma rica variedade de atrações pelos quatro caminhos. Uma rota histórica que disponibiliza a tradicional comida mineira até a alta gastronomia, além de meios de hospedagem para todos os gostos, natureza, aventura, espiritualidade, história e muita cultura.

Para promover a atividade turística e a valorização destes caminhos, o Instituto Estrada Real realiza ações que visam o desenvolvimento sustentável dessas regiões. Uma dessas ações é o projeto Passaporte Estrada Real, que foi criado em 2014 com objetivo de fortalecer a identidade da Estrada Real como um caminho a ser percorrido e fidelizar o turista, movimentando a economia local nos municípios com pontos de carimbo. O Passaporte Estrada Real é um registro único e permite que o viajante acompanhe e registre todas as suas experiências nos caminhos da Estrada Real, obtendo carimbos de diversas cidades para preencher seu passaporte e, ao fim da jornada, conseguir um certificado para cada um dos quatro Caminhos.

O passaporte é gratuito e individual, e para adquirir basta se cadastrar no site do Instituto Estrada Real e solicitar para retirar nos onze locais, distribuídos nas cidades/distritos de Diamantina, Ouro Preto, Cocais, Glaura, Tiradentes, Paraty e Petrópolis. Os pontos de carimbos estão presentes em 50 cidades e distritos, e contemplam mais de 130 pontos

Para valorizar os atrativos dos locais, cada cidade e localidade possui uma arte diferente no carimbo, que busca apresentar aos turistas o que o local tem de melhor, instigando a conhecer o atrativo representado e carimbado no seu passaporte.


Roteiros Planilhados

Para oferecer ao turista a oportunidade de percorrer a rota turística da Estrada Real de acordo com sua vontade e disponibilidade e auxiliar na modalidade que deseja percorrer, o Instituto criou os Roteiros Planilhados.  Nos mais de 1,6 mil quilômetros do roteiro que podem ser conhecidos de bicicleta, a pé, a cavalo, motocicleta ou de carro, os Roteiros Planilhados trazem para o público final todas as direções que deverão ser tomadas no percurso. O nível de detalhes e metodologia aplicada permite que mesmo os turistas sem experiência consigam percorrer os trechos com facilidade.

Com essa ferramenta única, o desejo do viajante dá o tom do passeio. Assim, a planilha fornece subsídios para que o turista investigue e pesquise as informações necessárias para planejar sua própria viagem, inclusive escolhendo a partir daí o trecho que mais se assemelha ao seu desejo de viagem.

Para os cicloturistas mais experientes nessa segmentação turística, os Roteiros Planilhados servem como uma ferramenta a mais para a motivação da viagem e do esporte. As planilhas de navegação foram construídas com metodologia própria, desenvolvida pelo Instituto Estrada Real, tendo como base padrões internacionais de cicloturismo. A inovação está em não restringir o passeio às bicicletas.

Além disso, todos os trechos possuem orientações com relação ao nível de dificuldade, altimetria, textos descritivos de cada um dos caminhos com fotografias. As hospedagens, os meios de alimentação, os atrativos e produtos turísticos a serem visitados e consumidos podem ser procurados e agendados pelo próprio viajante, de acordo com sua necessidade.

Marcos de concreto

Para auxiliar ainda mais e dar suporte a planilha, o eixo principal da Estrada Real – Caminho Velho, Caminho Novo, Caminho dos Diamantes e do Caminho do Sabarabuçu - é todo sinalizado / demarcado com o marcos de concreto, instalados entre os anos de 2003 a 2006, sendo ao todo 1.818 marcos.  O concreto tem uma tonalidade de argila visando impactar o mínimo possível o percurso. A sinalização é feita a partir do início e final da Estrada Real entre duas localidades, sempre coincidindo com o inicio ou final do perímetro urbano das mesmas e estão presentes onde há pontos de bifurcação ou locais que geram dúvidas ao turista sobre a continuação do caminho.

Os marcos sofrem danos naturais da ação do tempo e até mesmo atos de vandalismo, chegando por vezes a descaracterizá-los totalmente, por isso neste ano o Instituto Estrada Real realizou manutenção destes Marcos, fazendo a capina, reposicionamento, remanejamento e instalação de novos, quando necessário.

A sinalização com os marcos é um diferencial do Projeto Turístico da Estrada Real, pois permite que o turista percorra os caminhos de ponta a ponta apreciando os diversos atrativos naturais, históricos e culturais.

Fazendinha em Casa

Outra ação que devemos destacar, com intuito de fortalecer a cadeia de produção local da rota turística, é o Projeto Fazendinha em Casa, um mercado online para venda de produtos locais, artesanais, orgânicos e agroecológicos. A parceria com o Instituto Estrada Real permite a distribuição de seus sabores e saberes, através de uma venda simples e direta através da plataforma, aliada a uma logística que leve os produtos da Estrada Real a compradores de todo o Brasil. 

A plataforma conta com o apoio das administrações municipais de cada localidade para divulgação e apoio institucional local. Desde o mês de junho de 2021 já se encontra ativa a página Estrada Real na Fazendinha em Casa, para o pré-cadastro dos produtores localizados nas mais de 200 cidades da Estrada Real para que possam oferecer seus produtos nacionalmente por meio da Fazendinha em Casa.

Aplicativo da Estrada Real

Visando facilitar a comunicação entre os turistas e os serviços turísticos, e melhorar as escolhas e experiências desses viajantes, o Aplicativo da Estrada Real propõe encantar ainda mais a viagem pela Estrada Real. Com lançamento previsto para novembro de 2021, o aplicativo contará com ferramentas de georeferenciamento do mapa exclusivo da Estrada Real, Informações dos municípios e da cadeia de Serviços, acesso ao mapeamento dos Marcos (Roteiros Planilhados, Altimetria, GPS), o Passaporte virtual Estrada Real, que contará com novos carimbos e um canal de relacionamento dos turistas versos comunidade versos parceiros.

Viajar pela Estrada Real é muito mais do que vivenciar a história do Brasil, é cultivar um mundo melhor, valorizando o pequeno produtor e a produção local, a diversidade, as culturas regionais e o consumo consciente. No nosso próximo encontro vamos cruzar a Estrada Real através de um meio de locomoção bem conhecido dos mineiros: o Trem. Embarque com a gente! Estrada Real: Uma estrada, seu destino! 

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais